Seguidores

domingo, 1 de abril de 2012

Before the sunrise...





Não é um frio na barriga... É um aperto no peito. E dói.
Triste fim o meu...mas não há tempo para auto-piedade. A vida passa depressa, e eu continuo aqui, olhando, deslumbrada os meus cacos reluzentes à minha volta. Tão pequenos, mas refletem tanta luz!
E todo essa luz refletida...é como se eu estivesse perdendo toda a luz que há em mim...As cores vão se esvaindo em arco-íris comoventes... Eu tenho que me refazer, antes que o vento leve tudo de mim.
Take it all of me.

Before the sunrise, eu tenho que me refazer...

Ninguém quer por perto um brinquedo torto, quebrado, tenho que me refazer. Eu não quero ser um invólucro vazio. Um ser sem vida. Existir e não ser, apenas existir.
Ahhh... Deixa eu fingir e rir... Deixa eu pintar o meu nariz e brincar de ser feliz...
Não quero ser cacos frios e vazio. Não quero e a minha vontade é a minha lei. Eu tenho que me refazer...

Eu vou dançar com o vento e cantar meu pranto, que de tudo isso se faz encanto e o riso não é mais só um som...